domingo, 27 de fevereiro de 2011

Wallyson: 1º bom negócio de amigo de Kia no Cruzeiro


Foi graças às inúmeras parcerias, especialmente nos tempos de Eduardo Maluf, que o Cruzeiro conseguiu contratar grandes jogadores mesmo tendo receitas inferiores aos grandes clubes do Rio e São Paulo. Neste momento, um dos principais aliados dos irmãos Perrellas é o argentino Gustavo Arribas, antigo sócio de Kia Joorabchian e que cada vez mais espalha seus tentáculos pelo futebol brasileiro - realizou negócios com Santos, Atlético-PR, Juventude, Palmeiras e Corinthians, por exemplo. É Arribas o responsável pela maior sensação cruzeirense na temporada 2011.

O jovem atacante Wallyson, mais uma cria do ABC-RN para o futebol, não se cansa de marcar gols - fez no sábado na vitória contra o América de Teófilo Otoni. São seis nos últimos quatro jogos, sequência que inclui dois confrontos de Copa Libertadores. Desde Guilherme, em agosto de 2008, nenhum atacante cruzeirense ia às redes em quatro duelos consecutivos. Wallyson, vale se lembrar, fez contra o Palmeiras, no BR-10, o gol que tirou o Cruzeiro da rota do Tolima e lhe colocou direto na fase de grupos da Libertadores.

No ano passado, Wallyson entrou em rota de colisão com a diretoria do Atlético-PR, seu ex-clube, e saiu da Arena da Baixada graças ao dinheiro de Gustavo Arribas - ele é ex-sócio do grupo HAZ, com Fernando Hidalgo e Pini Zahavi, hoje o agente com mais poderes no Chelsea. Arribas se aproximou dos Perrellas quando comprou o limitado zagueiro Luizão. Recentemente, fez negócios como a compra do zagueiro Thiago Heleno, repassado ao Corinthians e mais recentemente ao Palmeiras, e ainda intermediou as chegadas dos argentinos Ernesto Farías e Prediguer, que deixou a Toca da Raposa sem sequer estrear. Foi ele quem também quase levou Kléber ao Porto.

Crédito da foto: Site oficial do Cruzeiro

3 comentários:

LosT disse...

O gol dele foi contra o Palmeiras, no último jogo do Brasileiro 2010, não?

Abs.

Douglas disse...

Tomara que continue rendendo assim. Futebol pra isso ele tem. E tomara também que não seja vendido na primeira mala de dinheiro que aparecer. Só uma correção: o gol que ele marcou no BR'10 foi contra o Palmeiras, não contra o Goiás como diz no texto. Abraço.

Dassler Marques disse...

Já corrigido, amigos. Obrigado!