domingo, 19 de setembro de 2010

Flu perde a liderança porque tem limitações


O que se encaminhava desde a rodada do meio de semana ocorreu neste domingo. O Fluminense não conseguiu bater o Flamengo e, assim, vê o Corinthians com dois pontos à frente e um jogo por fazer. A queda na tabela da equipe de Muricy Ramalho, que só venceu um de seus últimos sete jogos, tem relação direta com o futebol ruim e escolhas discutíveis do treinador.

O Flu, que marcou dois de seus três gols neste domingo por meio da bola aérea no escanteio, tem limitações à frente e praticamente só sabe jogar em dois sistemas táticos - no futebol de hoje, este é um artifício letal para ser neutralizado pelo adversário. Foi o que fez neste domingo o Flamengo, que deixou Willians preso à Conca e praticamente restringiu a Rodriguinho a condição de fazer algo diferente no ataque do Tricolor.

Os volantes do Fluminense são burocráticos e apenas marcadores. Veja o Corinthians, com Jucilei e Paulinho, ou o Cruzeiro, de Henrique e Fabrício. A chegada à frente era mérito exclusivo de Diguinho, que só poderia ser substituído neste momento por Belletti, em péssima forma. Refém de Fernando Bob, Diogo e Valencia, o time de Muricy sobrecarrega Conca. Deco é outro que ainda alterna bons e maus momentos dentro das partidas e tem sempre à frente jogadores de pouca movimentação.

O estilo competitivo de Muricy tem seu preço e o Palmeiras de 2009 conhece bem. Quando o jogo não encaixa e a defesa dá vacilos, exatamente como ocorreu contra Corinthians e Fla, surge a necessidade de um time criativo. O Flu, especialmente neste momento de pressão, é exatamente o oposto.

Um comentário:

Jogo Aberto disse...

Boa Noite,Esta afim de trocar de link eu add o link do seu blog e vc add do meu blog?
blz?braços.