domingo, 6 de dezembro de 2009

Pitacos grupo a grupo


GRUPO A: África do Sul, México, Uruguai e França
Baita azar o do Parreira, que foi “prejudicado” nos três pontos. Só uma grande atmosfera pode fazer os limitados Bafana Bafana se classificarem e seguirem a história: jamais um anfitrião caiu na primeira fase da Copa. Foi bom para a França, que corria risco de pegar um bicho-papão e tem três adversários acessíveis, embora nenhuma moleza. Palpite: França e Uruguai.

GRUPO B: Argentina, Nigéria, Coreia do Sul e Grécia
Difícil, bem difícil de a Argentina perder o primeiro lugar para o grupo. Em um sorteio que traça coincidências com a trajetória do Brasil em 2002, os argentinos reveem três adversários conhecidos de Mundiais recentes. Os nigerianos não têm mais o charme dos anos 90 e nenhum jogador decisivo, enquanto a Coreia inspira dúvidas e a Grécia é mais confiante. Palpite: Argentina e Grécia.

GRUPO C: Inglaterra, Estados Unidos, Argélia e Eslovênia
“Yanks a lot”. A manchete do diário inglês The Sun mostra muito sobre a sorte do time de campanha mais segura nas Eliminatórias. São três adversários acessíveis para a equipe de Capello somar nove pontos e chegar confiante ao mata-mata. Estados Unidos e Eslovênia podem atrapalhar, mas dificilmente tirarão pontos do English Team. Palpite: Inglaterra e Estados Unidos.

GRUPO D: Alemanha, Austrália, Sérvia e Gana
A mentalidade firme e compenetrada é o grande trunfo de uma confiável Alemanha para um grupo complicado. Gana e Austrália têm times competitivos, enquanto a Sérvia é talentosa, entrosada e, espera-se, bem diferente do time que sofreu com o racha político de sérvios e montenegrinos dias antes da última Copa. Palpite: Alemanha e Sérvia.

GRUPO E: Holanda, Dinamarca, Japão e Camarões
O fato de não restar um grupo da morte também indica que não há grupo 100% fácil. O da Holanda é desses que são complicados, mas acessíveis. Com seus bons jogadores fisicamente prontos, a Laranja passa sem dificuldades , até por seu histórico em primeiras fases. O jogo-chave é entre Camarões, que só tem Eto’o, e Dinamarca, que tem um time e não tem um craque. Palpite: Holanda e Dinamarca.

GRUPO F: Itália, Paraguai, Nova Zelândia e Eslováquia
Se não der o azar de cruzar com a Holanda nas oitavas, há boas chances de o competente Paraguai de Gerardo Martino chegar às quartas. É candidato a segundo lugar do grupo capitaneado pela Itália, que não deve ter problemas. A Eslováquia luta contra a lógica e precisará estrear vencendo neozelandeses para, eventualmente, empatar com paraguaios e conseguir bom resultado contra uma possivelmente já classificada Azzurra no último jogo. Mesmo assim, palpite: Itália e Paraguai.

GRUPO G: Brasil, Coreia do Norte, Costa do Marfim e Portugal
O fato de estrear contra os norte-coreanos foi o grande trunfo brasileiro em um sorteio complicado. Sair com três pontos à frente dá um certo conforto para o jogo seguinte. Outro ponto positivo para o Brasil é enfrentar times naturalmente ofensivos, característica que agrada a equipe de Dunga. Mas os brasileiros que não se enganem: há duas pedreiras pela frente. Não batê-las pode significar pegar a Espanha nas oitavas, um confronto que deve ser evitado. Palpite: Brasil e Portugal.

GRUPO H: Espanha, Suíça, Honduras e Chile
Dizer que os espanhóis tiraram a sorte grande é um exagero. A Suíça tem um treinador de ponta, Ottmar Hitzfeld, e não entrega jogo fácil. O Chile, pior, tem um time extremamente talentoso que dificultou a vida de todos os sul-americanos nas Eliminatórias. Honduras não é grande coisa, mas possui dois jogadores em clubes de ponta na Europa – Suazo na Inter e Palacios no Tottenham. Mas claro, a Fúria é hiperfavorita. Palpite: Espanha e Chile.

3 comentários:

Braitner Moreira disse...

Sei não, eu aposto no Paraguai em primeiro no grupo F, e uma briga boa entre Itália e Eslováquia pela segunda vaga...

A não ser que Totti vá pra Copa. :P

Paulo disse...

acho um equivoco não apostar em nenhum time africano. Gana, Camarões e Nigeria não estão muito atras de seus concorrentes. Costa do Marfim tambem tem o potencial para surprender o Portugal. Sem falar que os EUA adoram perder jogos para times como a Argelia, time que parece mais fraco mas joga com muito mais coração...

sacramento_claudio disse...

O Grupo A é o único que fico em cima do muro. A não ser pela França que acho que classificará em primeiro lugar. Mas definir entre México e Uruguai... Não acredito na África do Sul. No B acho que a Argentina tende a ter dificuldades até contra a Coréia do Sul, embora ache que possa ficar em primeiro mesmo "bácia das almas". Entendo assim por causa da presença de Maradona como treinador, um peixe fora d'água. A Grécia tem um time equivalente ao nível da Nigéria mas com características bem diferentes. O time grego tem uma defesa forte, joga mais recuado e usa o jogo aéreo com muita frequência. A Nigéria privilegia o jogo comum aos países da África negra. Mais habilidade e velocidade. Defesa menos intransponível. Aposto na Grécia. A Coréia pode atrapalhar mas não acho que se classifique. O grupo C é bom pra Inglaterra. Até os EUA deram sorte. Imagino que a Eslovênia poderá causar algum impacto mas penso nos EUA pra segunda fase. Grupo D, aposto em Alemanha e Sérvia. Mas não será fácil nem para o time alemão. Gana pode passar e a Austrália pode tirar pontos de "alguem". No E, Holanda em 1.º e uma briga boa de Camarões com Dinamarca. Acredito mais no time europeu. O Japão deve fazer turismo novamente. No F uma surpresa pode aparecer. A Eslováquia. Aqui até a Itália pode não ficar em 1.º. Mesmo assim cravo Itália e Paraguai. Vou ficar muito surpreso se a Nova Zelândia não perder os 3 jogos. No grupo do Brasil aposto na Costa do Marfim em 2.º. É um time forte e pode chegar bem longe na Copa. Quem sabe uma seleção africana pela primeira vez nas semifinais? Mas talvez seja a única do continente a passar da fase de grupos. Mas acho que o Brasil vai passear. 3 vitórias. A Coréia do Norte joga bem fechada com o volante mais recuado fazendo quase uma primeira linha de 5 jogadores. Portugal atua com 3 atacantes. A Costa do Marfim atua como boa parte dos clubes europeus jogam atualmente: 1 atacante enfiado e 2 vindo de trás pelos lados. No Grupo da Espanha acho que será outro passeio de 9 pontos. O Chile deverá ficar com a segunda vaga. Mas a Suíça pode surpreender. Honduras, não acredito. Uma pena que a partida Chile x Espanha será na última rodada pois o time espanhol deverá entrar já classificado com time misto (que é bom). Senão haveria a espectativa de um jogo muito interessante. O Chile de Bielsa atacando de um lado e a Espanha do outro o jogo todo.