quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Porto x Benfica e os sul-americanos


O grande jogo no primeiro turno da Liga Sagres foi no último domingo. Na Luz, o Benfica recebeu o Porto, que poderia ultrapassá-lo em caso de vitória, neste que foi o último compromisso dos dois times no primeiro turno. Visto por um brasileiro, o duelo impressionou sobretudo pela quantidade de sul-americanos dentro de campo, provocando uma disputa técnica e física em grandes escalas.

Dos 22 titulares, nada menos que 15 eram sul-americanos. No Benfica, desfalcado de Aimar e Di María, jogaram: Quim, MAXI PEREIRA, LUISÃO, DAVID LUIZ e César Peixoto; RAMIRES, Javi Garcia, Carlos Martins e URRETAVIZCAYA; SAVIOLA E CARDOZO. E no Porto: HELTON, FUCILE, Rolando, Bruno Alves e ALVARO PEREIRA; FERNANDO; GUARÍN e Raul Meireles; HULK, FALCAO GARCIA e CRISTÍAN RODRÍGUEZ. Contou? 15 nomes em maiúscula.

A tendência do mercado português ir atrás dos sul-americanos prova uma crise de identidade, já que os dois principais clubes lusos cedem apenas dois titulares da seleção de Carlos Queiroz, ambos portistas, Raul Meireles e Bruno Alves. Pior, porque a maioria é formada por jogadores baratos, o que ilustra o quão defasados estão os clubes sul-americanos na busca por talentos.

Quatro grandes exemplos são David Luiz, Urretavizcaya, Fernando e Hulk. Ambos deixaram o continente como desconhecidos e hoje são nomes de grande relevo no futebol português, alguns até europeu. David, que brilhou com o Vitória na Série C de 2006 ao lado de Marcelo Moreno, é um zagueiraço. Rápido, inteligente, canhoto, atua inclusive de lateral esquerdo. E qual brasileiro conhece seu futebol? Bem poucos.

Se serviu para ressaltar a invasão sul-americana na Cidade do Porto e em Lisboa, o duelo do último domingo também mostrou a força do Benfica. Muito mais maduro que os Dragões, o time do técnico Jesus massacrou em boa parte do confronto, mantendo o adversário em sua trincheira durante o primeiro tempo, controlando o jogo em momentos que poderiam ser delicados. Com Ramires jogando demais aberto pela direita e Cardozo e Saviola inspirados na frente. Há todo o returno pela frente, mas o título português já caminha para os encarnados.

3 comentários:

J G disse...

"mas o título português já caminha para os encarnados. "

Deus te oiça meu amigo.

Muito bom o apontamento sobre o clássico.

abraço

editor69 disse...

Inshallah...
mas olha no titulo deverias escrever BENFICA-porto...
porque o jogo foi na Luz...

abraço!

Miguel disse...

Passatempo Próxima Jornada...

Acerta no resultado de 5 jogos de futebol e ganha 100 Euros todas as semanas...

Inscrição e Participação gratuítas.

http://www.proximajornada.com