domingo, 6 de dezembro de 2009

Vai Flamengo, por Erich Faria

6 comentários:

Glauco Maurício disse...

Bom saber...

Engraçado como a galera do GE nunca faz matéria piadinha com o FlaGlobo mas como Fluminense,Vasco e Botafogo é uma festa...

Felipe Paranhos disse...

Sabia do time do Eric, pois o vi nos arredores do Maracanã com uma jaqueta do Flamengo, de folga. Mas, assim... A foto por si não indica desvio ético ou algo do tipo, a menos que o contexto dela (que não está explicado) revele algo. Como sabemos, jornalistas esportivos torcem. Todos nós. Já vi oba-obismo patriota nas matérias do Eric, mas não rubro-negro. Deixar essas coisas no ar é perigoso. Abraço!

Fabiano Klostermann disse...

Sem querer ser o advogado do diabo, mas pelo 2002 ali embaixo posso chutar que esse seis seria do hexa brasileiro em copas

Henrique disse...

Tem uma estrela ali, que parece estar no fim de uma faixa, com 2002 escrito junto. Provavelmente, essa foi uma faixa indicando as 5 conquistas do Brasil, com seus respectivos anos, e os repórteres da globo fazendo o 6 de hexa, provavelmente durante a copa do mundo de 2006.
.
Acho que a sua intenção não foi deturpar o sentido da foto, mas somente fazer uma brincadeira com o Erich, né?
.
Que a Globo é nojenta e flamenguista, todo mundo sabe, mas não vamos distorcer os fatos também, né?
.
Grande abraço!

Dassler Marques disse...

A foto foi tirada no sábado antes de Flamengo x Grêmio, senhores. Não tem relação com o hexa da seleção, naturalmente. E o post não o acusa de nada, cada um que tire suas próprias conclusões.

Nesse momento, a única coisa que vem à minha mente é a matéria sensacionalista da viagem do Fla à Potosí, em 2007, feita pelo próprio Erich. Serviu, inclusive, de motivação para a bravata de que o Fla não jogaria mais na altitude.

Felipe Paranhos disse...

É isso, Dassler: acho perigosa a insinuação, embora não haja, de fato, acusação. Se eu acho a quantidade de imbecis internéticos no automobilismo grande, imagina no futebol. Sei lá, tô meio traumatizado com torcedor e com o que ele faz de coisas legais. Lembro dessa matéria sobre Potosí. Mas, por outro lado, também não lembro de outra.

O André Plihal, da Espn, tem um dos melhores textos de reportagem em TV, talvez o melhor. E, no Twitter, demonstra toda sua torcida pelo São Paulo. Talvez cometa deslizes a trabalho, como uma matéria mal temperada, mas não acho que isso aconteça em maior quantidade do que com aqueles que fingem torcer pelo "Jornalismo Futebol Clube", lema legal que virou chavão bizarro na boca de quem vale pouco na profissão. Grande abraço, cara!