segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Não vai faltar talento

Dupla do Flu: o meia Wellington (/92) e o atacante Wellington Silva (/93)

O drama de que não revelamos mais talentos é constante, mas as últimas semanas têm sido ilustrativas sobre como o futebol brasileiro é uma verdadeira dádiva da natureza. É verdade que nossos jogadores não vivem o ápice na Europa, de forma geral, mas isso se deve a vários fatores que não cabem nesta dicussão. A questão é: o Brasil revela demais.

Após o vice-campeonato mundial sub-20 com os meninos classe /89 e /90, há uma geração formidável a caminho com os /91 e /92, visando a mesma competição em 2011. Os jogadores desta turma disputam um hexagonal em Punta del Este, apenas com seleções continentais. Impressiona a qualidade de gente como o goleiro botafoguense Milton Raphael, o zagueiro gremista Saimon, o volante são-paulino Wellington e o meia santista Alan Patrick. Oscar, em litígio com o São Paulo, então nem se fala.

Em conversa com o blogueiro, Rogério Lourenço, técnico da sub-20, declarou que Oscar é o jogador mais impressionante com quem já trabalhou. Nos compromissos contra Chile e Uruguai, o camisa 10 desequilibrou. Prende a bola ao pé, protege, olha mais que os outros, dribla quando precisa. Acelera e desacelera o jogo com maestria. Um craque.

Nesta mesma época, a Copa São Paulo nos brinda com mais talentos. Crystian, do Santos, e Gabriel Silva, do Palmeiras, /92 e /91 respectivamente, impressionam nas laterais. Bruno Uvine, capitão do São Paulo, um zagueiraço, destaque já na edição de 2009. No meio, olho nos "monstros" Nikão, do Santos, Jonathan, do Vasco, Wellington, do Fluminene, e João Vítor, do Flamengo. À frente, mais gente com grande capacidade: Lucas Gaúcho, outro são-paulino, Sebá, do Cruzeiro, Lucas Roggia, do Internacional.

Merece também mais espaço uma joia chamada Wellington Silva. Acionado quando o Flu perdia por 2 a 0 para o São Bernardo, o atacante mostrou que é diferente de seus pares. Desequilibrou a partida contra jogadores dois anos mais velhos (ele é um /93): fez gol do 1-2, construiu a jogada do empate - um primor! - e sofreu o pênalti da vitória e da classificação - veja o vídeo no fim do post. Em 2011, fará 18 anos e se apresentará a Arséne Wenger. Há dois anos, Wellington brilhou em Old Trafford pela Nike Cup. O treinador francês estava de olho. Azar do Fluminense, que entregou um primor de craque por uma merreca.


7 comentários:

Mozart Maragno disse...

W. Silva monstro! Parabéns pelo post!

Alexandre disse...

Olha, o Fluminense fez a mesma coisa que qualquer time que precisa de dinheiro fez. Foi merreca? Claro. Mas, infelizmente foi inevitável.

Vício em Futebol disse...

destaco também os meias Gilsinho-Palemeiras- e Willian-Corinthians- que me impressionaram de maneira muito positiva.

Parabéns pelo blog sempre to dando uma olhada para ver as novidades!

Abraços!

Nabuco disse...

É triste o ciclo vicioso que acontece no flu, como disse um dia o presidente david fichel " xerém é a fabrica e laranjeiras a loja", só que podia pelo menos ter vendedores melhores nessa loja.

Papo de Pub - Futebol Inglês disse...

W.Silva realmente é um grande jogador. Nessa copinha, temos boas revelações, como o meia Jonathan do Vasco, que também é ótimo.

Agora, cada vez esses atletas saem mais cedo dos clubes para jogar na Europa. Esse é o ponto negativo.

Grande abraço!

claudia disse...

VC esqueceu ou não viu as fase doa copa sao paulo...Notem bem este canhoto Jeferson nº8 ..excelente jogador...jogador de bola paradas ..sabe fazer goolllsss..excelentes passes...veja os melhores momentos deste jopgador no YOU TUBE ...ENTREM JEFERSON JOGADOR PROFISSIONAL...atua em tres posiçoes táticas..Meio Atacante...2 volante e Ala esquerda...é que o Ricardo Gomes está precisando..jogador versátil...desempenha mto bem todas as atribuiçóes táticas em campo...está merecendo uma chance no time de cima...

Anônimo disse...

5 milhoes de euros é merreca agora?