sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Muricy já dá sua cara ao Palmeiras


Uma das grandes características de Muricy Ramalho é o estudo dos adversários e a facilidade em montar sua equipe de acordo com as observações que faz. Foi justamente dessa forma que, no último Brasileiro, ele comandou a arrancada do São Paulo, em especial quando passou a ter uma semana de intervalo entre as partidas. Mesmo sem tanto tempo, essa característica do trabalho aparece com Muricy, que empatou contra o Grêmio em seu terceiro jogo com o Verdão.

No sábado, Muricy sabia que o Sport viria com três zagueiros e encaixou a marcação de seu time jogando da mesma forma - o Palmeiras não tinha um trio atrás desde a queda na Libertadores, em 17 de junho. O jogo foi duro, truncado, e acabou prevalecendo a maior qualidade palmeirense, especialmente após a expulsão de Hamilton.

Para enfrentar o Grêmio nesta quinta, Muricy provavelmente sabia da tendência de Autuori repetir o 4-2-3-1 que abriu a defesa do Cruzeiro no domingo. Por isso, sem Armero, deixou a lateral esquerda com Marcão e trancou as duas beiradas,. No intervalo, fez entrar Willians às costas de Jadílson.

Quando Autuori alterou a forma de o Grêmio jogar, Muricy de novo mexeu para igualar o 3-4-2-1 gremista, mas fechou demais o Palmeiras. Um erro entre alguns acertos do treinador, que vai bem demais em seu início palmeirense, provando conhecer o elenco mais rápido do que se podia imaginar. Também por isso, hoje, seja o maior candidato a ficar com a taça do Brasileiro.

Um comentário:

. thaís almeida . disse...

Muricy é um dos melhores técnicos brasileiros. Comparo-o apenas com Luxemburgo, porque ambos trabalham exepcionalmente bem.
Fico magoada com sua injusta saída do São Paulo, mas torço para que deixe sua marca no Palmeiras também.

Adorei o post!
Beijos