quarta-feira, 30 de junho de 2010

Qual o real efeito da Jabulani?*


Com 56 dos 64 jogos disputados, já se pode tentar identificar a real interferência que a polêmica bola Jabulani teve na Copa do Mundo 2010. Na comparação de dados do Campeonato Brasileiro com Mundial da África do Sul, é possível notar principalmente a grande diminuição de gols marcados em cobrança de falta.

Com a Jabulani, fabricada pela Adidas, foram quatro gols de falta marcados em um total de 123, o que representa um índice de 3,25% do total. O número é completamente diferente em relação ao Campeonato Brasileiro de 2010.

Na Série A, com a bola Total 90 Pitch, fabricada pela Nike, foram marcados 16 gols de falta em um total de 169. Isso representa praticamente o triplo em relação à Copa do Mundo: 9,47%.
Se feita a mesma comparação em um total de gols marcados de fora da área também com bola rolando, a diferença passa a ser quase nula. No Brasileiro, 27 em um total de 169, o que significa 16,26%. Na Copa do Mundo, 20 de 123, índice de 15,90%.

Na Copa 2010, três gols quatro gols de falta marcados foram por asiáticos: Honda e Endo, do Japão, fizeram contra a Dinamarca, e Park Chu-Young, da Coreia do Sul, marcou diante da Nigéria. Kalu Uche, nigeriano, fez contra a Grécia.

* Publicado originalmente no Terra

Um comentário:

Paulo disse...

talvez uma comparação com a copa passada fosse mais justa, especialmente porque a estrategia em faltas num campeonato como o Brasileirão deve ser diferente de uma Copa do Mundo...